segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Tema: Sobras

O telefone toca, o fio sonoro em contato com os ouvidos descarrega toda sua onda, disparando o coração e enchendo o estômago de ar.O dia todo sofrendo por essa ligação, o atender por instinto esbarra na crescente dúvida
da desilusão.
O tempo termina e o telefone mudo parece sentir no ar gélido e pesado, todas as questões levantadas naquele momento. Mesmo assim, pelo que se sabe algumas delas com respostas não parecem
satisfazer, mesmo aquela que é certa.
"Sobra dúvida nesse pequeno fio trêmulo chamado Vida"
Um pouco de tempo com café, a felicidade invade todo o local derrubando todo aquele momento filosófico e nostálgico. Atendido o telefone há uma quebra no climáx, era apenas aquela voz mecânica de um politico prometendo a satisfação total.
Que pane, que pena.

7 comentários:

  1. Depois disso o que sobra é o vazio..É a solidão...
    Gostei muito Francis...

    ResponderExcluir
  2. hahahahah
    Muuuuito bom França!
    To de cara
    abraços manolo

    ResponderExcluir
  3. Arrasou, Françolo. Bom demás! (:

    ResponderExcluir
  4. Bravooo Fran! Eu tbm ouvi esse telefonema =/

    ResponderExcluir
  5. AMEI...vc recebeu o do Jaiminho Martins...hahaha...besos

    ResponderExcluir